05/10/2016

A verdadeira adoração e louvor.



 Temos lidado com uma mistura nas igrejas entre o evangelho e o mundo. E isto ocorre de forma sutil, quase que imperceptível.
Um exemplo bíblico para esta situação foi Sansão. Sansão foi um homem que misturou as coisas de Deus com as coisas do mundo. Como nazireu, não poderia ter determinadas atitudes e as fez, brincou com o pecado, desagradando a Deus. Davi foi um outro exemplo, porém, apesar de cometer erros, arrependeu-se rapidamente.

O problema não é errar, mas não reconhecer que está errando.
Só é uma conversão genuína quando há arrependimento verdadeiro e mudança de atitude.

Vemos em Juízes 2:8-12 uma geração que sucedeu Josué, eles abandonaram o Senhor e seguiram outros deuses.

Neste texto, vemos o primeiro ponto importante:
- Precisamos preparar e saber preparar pessoas que continuem o que Deus começou em nós para Deus continuar através da próxima geração.

Esta geração conhecia a história e deixaram o Senhor, mesmo depois de todo o esforço de Moisés e Josué, não houve continuidade.

O evangelista Billy Graham escreveu uma pregação em que o Senhor chamava a nação americana ao arrependimento, ele citou o versículo de Ezequiel 16:49, onde o Senhor
comparava o pecado da nação americana aos pecados de Sodoma e Gomorra. Os EUA nasceram com uma cultura com base bíblica e tem perdido isto através das gerações.
Neste texto, o evangelista relata que esta mistura que a nação adotou, tornou um estilo de vida, que os estão levando para longe dos propósitos e princípios do Senhor e que somente através do arrependimento haveria restauração.

O segundo ponto importante:
- Esta mistura entre a igreja e o mundo acaba corrompendo o louvor e a adoração a Deus.

O louvor é uma forma de adoração a Deus. Mas e a música? É errado ouvir e dançar músicas que não são cristãs?

A música, no grego, é a cultura da arte, educação da alma, combinação de harmonia e melodia. Adoração, também no grego, significa prostrar-se, obedecer, mostrar reverência.
Já o louvor, do hebraico, significa o ato de levantar as mãos ou agradecer, celebrar a Deus com palavras, júbilo e vitória, com vozes e gritos, bendizer ao Senhor.

O louvor é uma forma de adoração para expressar a glória de Deus através de sons. Surdos e mudos adoram através de sinais e também do pulsar de seus corações. Deus não ouve
somente nossas vozes, mas nosso coração.

Precisamos analisar se as músicas que ouvimos, quais as intenções no qual foram criadas? Quais as raízes? Quais as motivações e consagração em que foi criada?

Não podemos nos adaptar, não há meio termo, precisamos escolher a quem adorar.

Deus nos abençoa mediante nosso arrependimento e há poder no louvor (Salmos 87:1-6)

Deus tem pressa em nos restaurar. Não é o estilo musical, mas sim a finalidade, se adora a Deus ou não. (Efésios 5:14-16)

Lúcifer era perfeito e era adorador até que seu coração se corrompeu. Lúcifer quis tomar a adoração de Deus para ele. (Ezequiel 2:11-19)

As músicas infantis também necessitam de cuidado, pois algumas podem trazer brechas e legalidades sobre as famílias.

Precisamos nos alinhar a Deus. Nosso louvor e adoração devem ser voltados somente a Ele. (Filipenses 4:8)

A decisão e a escolha dependem de nós.

Salmos 150:6 - Que todos os seres vivos louvem ao Senhor! Louvado seja o Senhor! Aleluia!

Culto Santa Ceia (25/09/2016)
Pr. Aldo Affonso

4 comentários:

Minda Silva disse...

É triste quando vemos as pessoas errando e não reconhecendo seu próprio erro, muitas vezes magoando aos que estão a sua volta ...
Fácil é errar com Deus, Ele nos perdoa apesar dos erros, o problema é quando erramos e ainda insistimos no erro junto aos que amamos ...

Gostei do seu texto, muito reflexivo ...

Bjos
Minda ❤ 😍

quelsfs disse...

Bom dia amada.
Que maravilhosa postagem.
Beijinh♥
Raquel Fraga
http://ateliedemimosdaquelsfs.blogspot.com.br

Jussara Neves Rezende disse...

Gostei muito dessa reflexão sobre a música, Clarina!
Que o nosso ouvir, falar, meditar e andar sejam agradáveis diante do Senhor!
Abraço!

Pepa disse...

Oi Clarina, interpretar a palavra de Deus segundo nossas ambições, segundo nossa carne, gera esses tipos de coisas, em vez de sermos luz para o mundo, somos influenciados pelas trevas que esta no mundo.
Paulo escreve sobre isso em Romanos: e não vos conformeis(ou amoldeis) com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que proveis qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
Amei o texto, bom final de semana,beijos,Vi

Seguir por email

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...