22/06/2016

Qual a nossa escolha?



Nossas escolhas

Não há criatividade no pecado. Geralmente, pecamos do mesmo
modo. Muitas vezes, pecamos como nossos pais pecaram.
A aprendizagem tem um poder maior do que admitimos.
Um pai mentiroso será um exemplo na história na vida do seu
filho.
O comportamento de um pai violento estará presente na atitude
dos seus filhos.
A infidelidade, seja a Deus, seja ao cônjuge, pode ser a prática
dos filhos.
Pais desorganizados tendem a ter filhos indisciplinados.
O vício pode, muitas vezes, ser herdado.
Os filhos, no entanto, precisam saber que as consequências dos
seus gestos, mesmo os entendidos , recairão sobre eles, não sobre
os seus pais. Suas vidas lhes pertencem.
Assim, precisamos saber que não estamos forçados a cometer
os mesmos pecados dos nossos pais.
Podemos escolher outros caminhos.
Se nossos pais eram mentirosos, podemos ser verdadeiros.
Se nossos pais eram violentos, podemos ser pessoas de paz, em
casa e na rua.
Se nossos pais eram infiéis, podemos escolher a fidelidade como
nosso alvo.
Se nossos pais eram desorganizados, sem horário, atrasando os
compromissos e as contas, nós podemos ser pessoas organizadas.
Se nossos pais tinham algum vício, podemos passar longe de
qualquer um deles.

Por ISRAEL BELO DE AZEVEDO

Deus abençõe sua vida !!!
Clarina 

Imagem O Mundo de Ana Karoliny 

2 comentários:

Minda Silva disse...

Não posso dizer que na minha vida tive muito exemplos bons, mas ao invés de me levar aos maus hábitos fez com que eu não quisesse isso para mim.
Porque na minha vida inteira de tudo que eu aprendi sobre religião, o que ficou marcado e levo sempre comigo é que não devo fazer aos outros aquilo que não quero que façam para mim, e que tenho de ao menos tentar aprender a amar meu semelhante como a mim mesmo, no mundo em que vivemos não é fácil seguir esses preceitos, mas é o que tento fazer diariamente, e mesmo muitas vezes sendo julgada pelas minhas atitudes e pensamentos, nada me faz mais feliz que uma consciência tranquila. Ótima reflexão Clarina!

Bjos
Minda ❤ 😍

By Angela Rodrigues disse...

Oi Clarina, muito tocante este texto! Graças ao nosso bom pai, venho de família bem humilde, mas sempre aprendi com meus pais sobre o valor de respeito, caráter, amor para com o próximo, e principalmente sobre dignidade acima de tudo, sempre! Pena que nem todos nasceram pra ter princípios.

Quero agradecer o carinho e a visita.

Grande beijo!

Seguir por email

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...