06/10/2014

COMO CRIANÇAS

“Quem recebe uma destas crianças em meu nome, está me recebendo.”
Mateus 18:5

Reflexão :

Como é que crianças se aproximam de nós adultos? Às vezes
com muito cuidado porque não sabem como serão recebidas. Sabem
que muitas vezes não temos tempo ou paciência para com elas. Por
quê? Elas aprendem cedo que é porque não são “grandes” o
suficiente. Às vezes nem nos procuram mais por causa da maneira
como as recebemos. Se estivéssemos recebendo o próprio Jesus, a
nossa atitude seria diferente, não é? E se fosse diferente, seria
porque realmente o amamos, ou porque tememos a grandeza dEle? É
por amor a sua pessoa, ou por medo do seu poder? Precisamos
aprender que no Reino dos céus, o tratamento dado ao menor
equivale ao que é dado ao maior 
Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, 
e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; 
estive na prisão, e fostes ver-me 
Mateus 25:35-36. 
Um dia todos nós veremos o Rei. Naquele dia, muitos descobrirão que já o viram 
antes, mas não o reconheceram e nem o receberam. Será que você O
verá hoje? Como pretende recebê-Lo?

Hermeneutica 

Deus abençõe 
Clarina 

Nenhum comentário:

Seguir por email

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...